Muito se fala do Big Data como uma das principais formas de ter visão ampla do negócio. Contudo, outra poderosa fonte de informação muito útil para melhorar os resultados e a construção de estratégias é o Small Data, que permite que organizações acessem uma gama importante de informações – intrínsecas ao universo Big Data.

De acordo com um levantamento de tendências de tecnologia para 2019, produzido pela Dimension Data, o destino, a análise e a proteção da enorme quantidade de dados gerados diariamente nessas interações serão as grandes preocupações das empresas em 2019.

Diferentemente do Big Data, o Small Data traz um conjunto de dados mais controlado, que permite uma análise detalhada das informações. É caracterizado por um conjunto mínimo de dados, ou informações, capazes de conectar pessoas a oportunidades, a partir de seu uso como ferramenta auxiliar na tomada de decisões.

Na área de aquisição, o conceito de Small Data pode trazer inúmeros insights e otimizar o atendimento ao cliente em toda sua jornada. A análise do spend, por exemplo, é uma das formas de trabalhar com os dados na área de compras, onde a categorização torna uma base gigantesca (e muitas vezes caótica) em uma menor e mais controlada.

Entretanto, ainda é comum encontrar empresas que podem se perder ao levantar dados transacionais de um período e se debruçar sobre as informações por meses, tentando tirar dali algum valor estratégico – neste processo, dados podem se perder e comprometer os resultados tão esperados.

Já existem inúmeras tecnologias que auxiliam as empresas na extração dos dados dos seus clientes, operando de forma analítica e avaliando a melhor maneira de utilizar cada informação.

Entretanto, possuir tecnologia de ponta e entender sobre Small Data não significa estar à frente dos concorrentes, principalmente se o time não sabe a melhor forma de trabalhar com essas informações.

Saber orientar a equipe será fundamental para as empresas que já perceberam o valor e a importância de trabalhar com os padrões de comportamento dos clientes. O Small Data é, e deve ser, utilizado como uma fonte poderosa para captar pistas de qualidade.

Se o conceito ainda não é aplicado pela sua equipe de inteligência, programe-se e faça perguntas para entender como sua organização pode tirar proveito dele e se existem maneiras mais objetivas e diretas de trabalhar com esse tipo de dado.

Fonte: CIO