Blockchain e IoT estão entre as plataformas que se destacarão em projetos nos próximos meses

A ciência nunca fica parada. Nos últimos anos, assistimos ao progresso da tecnologia rumo ao que existe de mais avançado em termos de ferramentas, sistemas e inteligência. Com base nesse cenário, listamos as principais tendências tecnológicas que merecem ser acompanhadas de perto pelas companhias:

Inteligência artificial

Nossos dispositivos inteligentes atuais são apenas a ponta do iceberg da Inteligência Artificial. A inteligência artificial moderna usa análise prescritiva, dados e automação para aumentar a eficiência de dispositivos e processos. Além de chegar a nossas salas de estar, essa tecnologia está se tornando comum em quase todas as áreas, desde mecanismos de busca a finanças e carros, e exigindo das empresas o uso de soluções de alta tecnologia que permitam a incorporação desses avanços em seus produtos.

Blockchain

Robusta rede digital que fornece a principal estrutura do Bitcoin, a tecnologia Blockchain expandiu-se para muito além do seu propósito inicial. Grandes empresas já estão experimentando essa tecnologia para solucionar os desafios de negócios e para explorar novas oportunidades de negócios disruptivas. A tecnologia Blockchain está sendo também aplicada para fornecer rastreabilidade à prova de violação e transparência às cadeias de suprimentos. Já existem empresas que utilizam Blockchain para rastrear contêineres enquanto se movem por portos e alfândega em todo o mundo, enquanto outras companhias rastreiam itens alimentícios de seus milhares de fornecedores, conseguindo resolver questões sobre a origem dos produtos em questão de segundos.

Internet das coisas (IoT)

A tecnologia interconectada tem sido a grande tendência dos últimos anos. O uso de tecnologia responsiva, orientada por dados e que opera conforme demanda, aumentou exponencialmente nos últimos 12 meses. Da mesma forma, a adoção de soluções inteligentes com foco em mais eficiência econômica e ambiental está crescendo rapidamente e se espalhando por todos os setores, inclusive na arquitetura de cidades. Com isso, o desenvolvimento de dispositivos IoT move o mercado para direções diferentes, exigindo novas capacidades e tecnologias que permitam o desenvolvimento da próxima onda de dispositivos e das novas cidades inteligentes.

Edge Computing

Em termos gerais, a Edge Computing representa o local físico onde as coisas e as pessoas se conectam com o mundo digital em rede, onde produzem ou consomem informações. Esses dados são processados na borda de uma rede, em vez de serem enviados para a Nuvem ou um data center. O benefício? Economia de tempo, prevenção de problemas de latência e rapidez na execução. Além disso, essa tecnologia permite o aprendizado de máquina. Carros inteligentes, autônomos e conectados? Essa é a Edge Computing em ação. Existem soluções de mercado voltadas para IIoT (Industrial IoT) que conseguem conectar aplicativos e Edge Computing, aumentando o desempenho, a satisfação do cliente e a capacidade de resposta em tempo real.

Fonte: CIO